1° de Abril : Mentiras sobre a profissão de fotógrafo | Marcus Vinicius Pavan | Fotografia

1° de Abril : Mentiras sobre a profissão de fotógrafo

categorias: diversos
tags: , , , ,
publicado: 01/04/2013

Mentiras sobre profissao fotografo

Trabalhar com fotografia é sempre fácil e glamoroso. Não requer estudo, não requer prática e não leva tempo para o negócio pegar no tranco. Fotógrafos são ricos e cercados de pessoas bonitas e atenciosas. Criatividade é dom divino. Calma, calma, hoje é 1º de abril, dia da mentira.
 

Que tal recontarmos algumas mentiras sobre a profissão fotógrafo? Que tal alimentarmos a utopia de que a fotografia é um mercado sempre maravilhoso e de que fotógrafos são os profissionais mais bem reconhecidos do universo? Não dizem que de tanto contar uma mentira a coisa se torna “realidade”? Vamos mentir que somos ricos e charmosos pra ver se acontece. Que tal?
 

1. Aprender fotografia é fácil e rápido. Não é preciso entender sobre iluminação, mercado, sociologia, filosofia, história da arte e tecnologia. Livros são um desperdício de tempo, especialmente livros específicos sobre a área. Cursos, workshops, leituras cansativas? Nada disso! A única regra é sentar na cadeira e gastar horas a fio conversando com amigos sobre banalidades. Se quem estuda fotografia tem tempo de sobra, por que não gastá-lo apenas com coisas prazerosas? Como disse a Kodak um dia, “aperte o botão que nós faremos o resto”.
 

2. Fotografia custa barato. Aproveite o tempo livre e assista ao programa da tarde para esperar a promoção da câmera que custa menos que um cafezinho. Todo dia tem. Não invista em um equipamento decente, contente-se apenas com o simples, com a câmera que ao mesmo tempo é MP3 e MP4. Não pense em cursos, lentes, flashes, câmeras ou acessórios. Qual o objetivo de dever até a alma em dez parcelas, não é mesmo?
 

3. Trabalhar com fotografia é glamoroso. Qualquer fotógrafo vive cercado de modelos lindíssimas e uma equipe sempre disposta a trabalhar. Não há suor nem estresse antes dos ensaios. Backstages são sinônimos de paz! A preparação de um trabalho não demora dias, é só ligar para a modelo maravilhosa e ir para o estúdio fotografar. Ter o trabalho estampado em revistas e divulgado na internet é maravilhoso, especialmente porque sempre dão os devidos créditos. Carinhosamente, fotógrafos são apelidados de “divulgação”.
 

4. Criatividade é um dom. Já que a criatividade é um dom natural, o fotógrafo está isento de comprar revistas, de acessar sites de referências e estudar a direção de arte de filmes com o olho atento. As ideias incríveis sempre surgem na hora do ensaio, sem preparo algum. O Divino Espírito Santo vem e toma conta das mentes, cheio de genialidades, sussurrando ao ouvido “aquele ângulo ficará incrível, esta pose será maravilhosa, veja ali que luz fastástica”. Fotografia é só clicar.
 

5. Quem faz o tempo do fotógrafo é ele mesmo. Um trabalho não depende das condições do tempo, faça sol ou faça chuva. Ensaios externos são marcados apenas de segunda a sexta em horário comercial, porque a luz é boa das 9:00h às 18:00h. A equipe envolvida (maquiadores, cabeleireiros, estilistas e modelo) está submissa às decisões do fotógrafo, porque todos são contratados exclusivos e ninguém tem outros compromissos e trabalhos. O timing de horários entre os membros envolvidos é sempre indiscutível e perfeito!
 

6. Vida amorosa/sexual de fotógrafo é invejável. Todo fotógrafo profissional que zela pela reputação convida a modelo para um jantar particular em casa, dizendo que vai mostrar o resultado do ensaio. No fim da noite, só alguns beijinhos e algumas carícias não farão diferença. Ninguém vai saber.
 

7. A vida financeira é estável. Como todo fotógrafo é convidado honrosamente todo mês por uma revista de moda que paga R$400,00 por página de um editorial, a vida financeira é fácil. A casa própria em um bairro residencial e o carro na garagem são conquistas rápidas. Nada de metrô, ônibus ou carona; nada de viver em kitnet ou dividir apartamento com outras pessoas. As contas estão sempre garantidas e há dinheiro de sobra para supérfluos, como compras de roupa com frequentes, festas todo fim de semana, almoços e jantares no shopping.
 

8. Computador e internet são hobbies. Já que a vida está feita, não é preciso vender nem conquistar clientes. O tempo gasto na internet é destinado apenas para visitar sites de humor e redes sociais. Marketing online, responder e-mails de clientes, organizar o portfólio, contatar a equipe para confirmar um ensaio, editar trabalhos? Bobagem! Profissional que é profissional sempre tem funcionários disponíveis dentro e fora do horário de serviço.
 

9. A vida social é agitada. Como fotógrafos profissionais de verdade só fotografam conhecidos, a vida social está garantida. Os sábados são dias de ir para a festa com os amigos e os domingos reservados para um cineminha com alguém querido. Também sobra bastante tempo para visitar a família, para ligar para os amigos de outro estado e contar o que está acontecendo de interessante.
via
 

Agora pergunto: Como fotógrafo, qual é sua maior verdade? E mentira?
Se você conhece mais alguma mentira, deixe registrado nos comentários!
 

Gostou do Post?
Dê um CURTIR, COMPARTILHE e faça um COMENTÁRIO:


Copyright © 2016 · All Rights Reserved · Pavan Fotografia
Telefone: (11) 98089.2738 | email: falecom @ mvpavan.com.br
Layout Marcus Vinicius Pavan | Finalização Lucas Aguilera | Programação Rodrigo Caetano